Publicado em Atividades de Articulação - Departamentos

Os Números nas Estrelas

Etelvina Cartaz

No dia 21 de novembro,  no âmbito da Semana da Cultura Científica, a Senhora  Professora Etelvina Flores, Coordenadora do Departamento de Ciências Exactas, realizou uma palestra para todas as turmas do 6º ano de escolaridade intitulada “Os Números nas Estrelas”.

Partindo do livro do astrónomo Hubert Reeves, Um Pouco mais de Azul, os alunos concluíram que há biliões e biliões de estrelas e que, em astronomia, se mede a distância conforme o tempo que a luz leva a percorrê-la, num vasto espaço escuro e frio, em que a terra é apenas um “pequeno pálido ponto azul” .

Mas a sessão começou com um convite, que também lhe deixamos:

“Estenda-se no solo, de noite, longe das luzes. Feche os olhos. Depois de alguns minutos, abra-os e repare nas estrelas.”

E terminou com um apelo:

“Preservemos esse minúsculo ponto que é nossa única terra.  A nossa casa.”

 

Publicado em Atividades de Articulação - Departamentos

Semana da Cultura Científica 20 a 24 de novembro

O que vemos no Bloco E e na Biblioteca da Martim?

Desde as minúsculas partículas de que somos feitos até aos vastos planetas do Universo……

Os cientistas continuam a aprender.

Colocam questões.

Produzem experiências.

Fazem descobertas.

Gedeão

Rómulo Vasco da Gama de Carvalho, nasceu em Lisboa, 24 de novembro de 1906 e faleceu em Lisboa a 19 de Fevereiro de 1997

Químico, professor de Físico-Química, pedagogo, investigador de História da ciência em Portugal, divulgador da ciência, e poeta sob o pseudónimo de António Gedeão.

O dia do seu nascimento foi, em 1997, adotado em Portugal como Dia Nacional da Cultura Científica.

Publicado em Encontros Leya nas BE

Sara Rodi na Escola Martim de Freitas

sara rodi 1

Na passada segunda-feira, 13 de novembro, a escritora Sara Rodi (Rodrigues) visitou a nossa escola e encontrou-se com os alunos do 7ºano, uma turma do 6ºano e alguns fãs do 1ºciclo, que também tinham livros para autografar.

Sara Rodi 4

Recebida no auditório, Sara Rodi contou aos nossos alunos como escreveu o seu primeiro texto, com apenas seis anos de idade, para a sua professora e, desde aí, nunca mais parou de escrever. Uma história que nasceu por ter picado o seu dedo com um espinho com o dom da fala. Contou-nos também que desde muito cedo sentiu necessidade de partilhar os seus escritos, que ia colocando na caixa do correio dos seus vizinhos.

Sara Rodi 3
A escritora publicou uma nova aventura da obra que Enid Blyton iniciou em 1941

Dotada de grande poder comunicativo, Sara Rodi agarrou o jovem público a quem narrou histórias de vida e deu também alguns conselhos, nomeadamente a importância da persistência, de escrever a partir de realidades que nos estão próximas e de pessoas que conhecemos e de depositar especial cuidado na redacção das introduções das nossas narrativas e também no seu desenlace.

sara rodi 2
Último livro de Sara Rodi

Nota biográfica

Sara Rodi escreveu o primeiro «livro» aos 6 anos, para oferecer à professora… e desde então nunca mais parou. Conquistou alguns prémios, mas foi no romance que se destacou quando, em 2000, com 22 anos, lançou A Sombra dos Anjos e Frio (reeditado em 2011). Enveredou depois pela área do guionismo e participou na escrita de inúmeras novelas, como Queridas FerasMundo Meu, Morangos com Açúcar ou Vingança e séries para televisão como Uma Aventura ou Maternidade. Criou, com Ana Correia Tavares, O Livro da Minha Vida, que se dedica à publicação de biografias personalizados com edições limitadas. A maternidade fê-la render-se à literatura infanto-juvenil e tem já editados mais de vinte livros para o público mais jovem, que leva a escolas e bibliotecas de todo o país.    in https://www.wook.pt/autor/sara-rodi/2181684

Publicado em Efemérides

Dia Mundial do Cinema

Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação.

Charles Chaplin

O Dia Mundial do Cinema comemora-se anualmente no dia cinco de novembro e a Biblioteca da Escola Martim de Freitas não quis deixar de assinalar também esta efeméride.

Deste modo, está patente para toda a comunidade escolar uma exposição no átrio do Bloco C e uma mostra documental no espaço da biblioteca sobre o cinema, como forma de reconhecimento da importância de percursos pedagógicos inovadores, de propostas de atividades didáticas concretas e dispositivos pedagógicos facilitadores do desenvolvimento integrado da literacia fílmica em articulação com a Biblioteca Escolar.

Recorde-se que, já em 2013, o Despacho nº 15377/2013 determinava a criação e a constituição do grupo de projeto para o Plano Nacional de Cinema, tendo como principal objetivo a difusão e a promoção de obras cinematográficas e audiovisuais, “enquanto instrumentos da diversidade cultural, afirmação da identidade nacional e promoção da língua e da cultura portuguesas”, promovendo, assim, a literacia fílmica junto do público escolar, despertando nos jovens o hábito de ver e valorizar o cinema.

O Plano Nacional de Cinema tem como principais objetivos a promoção da literacia fílmica em contexto educativo, a expansão do conhecimento da herança cinematográfica, enquanto herança cultural da humanidade, elevar a consciência cultural dos estudantes e contribuir para uma cidadania mais informada.

 

Publicado em Atividades da BE em articulação - 1ºCiclo

Iniciação à educação literária e hora do conto no 1º ciclo

Dando cumprimento ao Plano de Atividades das Bibliotecas do Agrupamento, realizaram-se durante o mês de outubro, ao nível do 1º Ciclo, sessões de animação da leitura e exploração de algumas das obras propostas pelo Ministério da Educação para a Educação Literária, dinamizadas por um elemento da equipa da BE e abrangendo todas as turmas. Quinzenalmente, cada uma das 29 turmas usufrui destes momentos de promoção da leitura integrados nos projetos “Hora do Conto” e “Ler com a cabeça e o coração”, em articulação com os professores titulares de turma.

No contexto da Hora do Conto foi trabalhado o conto tradicional O Mocho e o Lobo  e ao nível da exploração das obras indicadas para a Iniciação à Educação Literária (1º e 2º anos de escolaridade) e Educação Literária (3º e 4º anos),  através de uma abordagem lúdica e dramatizada,  foram  apresentadas as obras (ou parte) Dez dedos, dez segredos, O Príncipe com Orelhas de Burro ( versão de Adolfo Coelho),  Poemas da Mentira e da Verdade e A Princesa e a Ervilha (tradução de Silva Duarte).

 

Durante o mês de novembro, além dos Encontros com Escritores, serão abordadas as obras (ou parte)  Corre, corre cabacinha, O Têpluquê, Robertices e Teatro às três pancadas.

 

 

Publicado em Atividades da BE de Articulação - Pré Escolar, Atividades da BE em articulação - 1ºCiclo

Ciclo de encontros com escritores vai decorrer até dezembro

Com o objetivo de promover o livro e a leitura no pré-escolar e no 1º ciclo, vai ter início na próxima segunda-feira (prolongando-se até ao final do 1º período) uma série de Encontros com Escritores. O contacto de alunos com os autores é já uma prática frequente em escolas e bibliotecas.  É inquestionável a sua  importância  para a formação de leitores.

António Vilhena estará no Centro Escolar de Montes Claros, no dia 30 de outubro, para apresentar Picó Seis Dedos no Planeta Azul. No dia 2 de Novembro marcará presença  no Jardim de Infância e na Eb1 dos Olivais. A Escola de Coselhas terá a sua visita no dia 8 de novembro. Este autor já esteve no nosso agrupamento no ano letivo anterior (ver aqui).

 

A Escola de Santa Cruz vai receber no dia 16 de novembro o escritor João Manuel Ribeiro. Neste encontro participarão os alunos da EB1 de Santa Cruz e da EB1 da Conchada. No dia 6 de dezembro será a vez de Coselhas receber a escritora Lurdes Breda. A fechar este ciclo de Encontros, Pedro Seromenho vai estar, no dia 13 de dezembro, no Centro Escolar de Montes Claros e também na biblioteca da EB 2,3 Martim de Freitas.

Estas três sessões enquadram-se no projeto “A Ler e a Contar na Biblioteca Escolar, uma iniciativa da Rede Concelhia de Bibliotecas Escolares.

Publicado em Lições de Vida

“Histórias da Ajudaris 2017” Agrupamento Martim de Freitas

historias ad Ajudaris

O projeto “Histórias da Ajudaris”, criado em 2009, é um dos projetos mais inovadores e emblemáticos da Ajudaris, promovendo a leitura, a escrita, a arte e a solidariedade. As crianças participantes, com a orientação de professores, tornam-se verdadeiros autores de histórias de encantar, sobre temas como a solidariedade, os afetos, a cidadania, o ambiente, os valores, entre outros. Cada história conta com um ilustrador solidário que colhe inspiração na história que lhe for atribuída, dando cor e vida às suas personagens e cenários. Os artigos postos à venda irão contribuir para sorrisos de crianças, jovens e adultos carenciados.

in http://www.ajudaris.org/

O lançamento do livro “Histórias da Ajudaris 2017″ decorre no próximo dia 28 no Pavilhão Multiusos de Gondomar. O Agrupamento de Escolas Martim de Freitas participou com várias histórias, tendo sido selecionadas da escola sede o conto ” Um farol só meu” dos alunos do 5º F,  de Montes Claros o conto da  turma do 4º C , “O tesouro da felicidade”, e do grupo dos 4 anos do Jardim Infantil dos Olivais ” Um passeio atribulado”.

Preparando a edição do próximo ano, ” Histórias da Ajudaris 2018″, a organização já divulgou o tema da edição deste ano:  NATUREZA.

Regulamento do concurso em https://goo.gl/58nneY

ajudaris 18