Publicado em Atividades da Biblioteca

A Feira do Livro na BE

A Feira do Livro da BE chegou hoje ao seu final. Esta atividade decorreu entre os dias 23 e 30 de novembro com bastante sucesso, tendo como principais objetivos divulgar novidades editoriais, promover a leitura e ambientar os alunos a um contacto diferente com os livros, exigindo um saber estar específico.

Muitos foram os alunos e docentes que passaram pela nossa Feira do Livro e que manifestaram o seu agrado e interesse pela variedade de títulos disponíveis para aquisição. Ficam aqui algumas imagens de registo do evento:

feira

 

Anúncios
Publicado em Atividades da BE em articulação - 1ºCiclo

Semana da Cultura Científica:”Uma aventura no passado”

Os alunos do 4.º ano da Escola Básica de Coselhas, orientados pela sua professora titular, escreveram uma aventura empolgante, uma viagem no tempo, intitulada:

“Uma aventura no passado”

Amanhã é o dia do teste de História. E eu não estudei nada! É desta vez que os meus pais me deixam de castigo até aos 40 anos…

O que eu precisava mesmo… era de uma máquina do tempo.AH! AH! Que ideia tola! Espera aí, não é má ideia!…

Posso pedir ao avô Tozé. Ele é muito engenhocas. Até participou num concurso de invenções e ficou em  primeiro lugar.

– Avô! Ajuda-me a construir uma máquina do tempo?

– Sim, meu neto. Mas para quê?

– Não estudei para o teste de História. Penso que se viajar no tempo, amanhã saberei todas as respostas.

Máquina pronta, entro nela e começo a carregar nos botões.

– Avô! Funciona!

Lá fora, na garagem, o avô acena-me e faz-me sinal de que tudo vai correr bem.

Brrrrr…pim, pom, tlic…

– Que barulho é este?! Esta geringonça parou!!!

Olho pela janela e avisto um rapazinho com um capacete estranho e que traz à cinta uma espada, quase maior do que ele.

Tem um ar atarefado. Olha para mim com curiosidade e pergunta:

– Quem sois? Vindes da parte do meu primo?

Nisto, vejo-o desembainhar a sua espada.

Cheio de medo, recuei e tive apenas tempo para dizer:

– Não me mates, por favor. Eu nem sei quem é o teu primo.

Recolhendo a espada, volta a questionar-me:

– Então, quem sois?

Para evitar problemas, resolvo dizer que vim de um lugar muito afastado e que queria apenas saber mais sobre os costumes deste reino.

Enquanto estamos diante um do outro, penso para os meus botões “Esta cara não me estranha”. Pergunto-lhe, então:

– E tu, quem és?

– Respeitinho, rapazote! Eu sou El-Rei D. Afonso Henriques e tenho poder para te mandar cortar a cabeça.

É mesmo o meu dia de sorte! Tenho comigo o fundador da nação.

Agora, tenho que ganhar a sua confiança para que me mostre o seu Reino e me explique todos os seus planos.

– Desculpai, não queria ofender. Já ouvi falar de vós.

– E o que ouviste dizer?

– Disseram-me que combateu contra a sua mãe e que conseguiu transformar o Condado num Reino. É verdade?

– Sim, é verdade. Eu combati contra os exércitos da minha mãe porque ela acha que Portugal deve continuar a pertencer a Leão.

– AH!…

– Além disso, não gosto muito da maneira de ser do meu primo. Aquele Afonso põe-me os cabelos em pé com a mania de que manda em mim. Mas, sempre que se distrai, ataco o seu Reino.

– Estou a começar a perceber…

– Mas o meu maior problema são os Mouros. Parecem formigas… Não consigo livrar-me deles.

– Era um frasco de Raid

– Um quê?

– Nada, nada, nada… coisas do meu Reino. Continua.

– Tenho pressa. Combinei encontrar-me com o meu “priminho”. Vamos fazer as pazes.

– Também posso ir?

– Podes vir comigo, mas ainda temos muito que cavalgar.

– E qual é o nosso destino?

– Zamora, meu rapaz.

Chegado a Zamora, testemunho a assinatura do Tratado entre os primos, no ano da Graça de 1143.

Entretanto, escapo-me dali para fora, volto para a máquina do tempo e carrego nos botões, outra vez.

Brrrrr… pim, pom,tlic…

Saio da máquina e dou por mim com o teste à minha frente.

Desta vez, a professora vai ficar orgulhosa!

Texto coletivo – 4.º ano, EB1 de Coselhas

Publicado em Atividades da BE em articulação - 1ºCiclo

Semana da Cultura Científica: “Pó de Estrelas” de Jorge Sousa Braga

capa 2.indd

Pó de Estrelas

Somos feitos
da mesma matéria
que as estrelas
e os amores-perfeitos

Somos feitos
de pó de estrelas.

O concurso literário da BMC “Há poesia na escola”, no presente ano subordinado ao tema “O prazer de ler: entre a ciência e a literatura”, foi apresentado junto dos alunos do 3.º e 4.ºanos da Escolas do primeiro ciclo com BE.

Apesar de o livro ser recomendado para alunos um pouco mais velhos, a leitura orientada de alguns poemas, como “Madalena”, “Refrão” ou “Rotação”, permitiu a sua descodificação, a sua leitura expressiva e foi o mote para que cada um se dedicasse à “árdua tarefa” de escrever um poema. A seu gosto, e sem a obrigatoriedade de fundir a poesia com o fascínio pelos astros…

Publicado em Atividades da BE em articulação - 1ºCiclo, Atividades da BE em articulação - 2.ºCiclo, Atividades de Articulação- Grupo disciplinar

Semana da Cultura Científica: Sessões de Cinema na BE

Durante a Semana da Cultura Científica (que decorreu entre 21 e 25 de novembro), e a par da Feira do Livro, houve sessões de cinema nas escolas com Biblioteca Escolar, com o filme de animação “Mr. Peabody & Sherman” para os alunos do 1.º e 2.º Ciclos.

mr_peabody_and_sherman_14_bestmoviewalls_00_by_bestmoviewalls-d72bec9

“Mr. Peabody & Sherman” é um filme de animação CGI/3D de 2014, realizado por Rob Minkoff e produzido pela DreamWorks, baseado nas personagens de mesmo nome do segmento animado Peabody’s Improbable History da série televisiva de animação “As Aventuras de Alceu e Dentinho” (ou Rocky & Bullwinkle, no original).

O filme conta-nos a história do Sr. Peabody, um cão cientista que é o ser mais inteligente do mundo e do amor incondicional que devota ao seu filho adotivo Sherman. No primeiro dia de escola de Sherman, quando ele sofre “bullying” de uma colega de escola (Penny Peterson) e reage, o diretor chama o Sr. Peabody para o informar do sucedido. No entanto, também se encontra presente uma representante do Departamento de Segurança e Proteção Infantil muito preconceituosa que informa o Sr. Peabody de que o Sherman lhe vai ser retirado se mais incidentes ocorrerem. Para resolver o problema, o Sr. Peabody convida os Peterson para todos se conhecerem melhor e resolverem o conflito, mas o mau uso de Sherman da máquina do tempo causa resultados desastrosos e hilariantes que poderão pôr em risco o “continuum” do espaço-tempo…

No início de cada sessão houve uma pequena apresentação do filme e uma breve reflexão com os alunos sobre os quatro temas principais deste filme animado de aventura e ficção científica, com viagens pela História do Mundo: as ciências (tanto experimentais como humanas) , o “bullying”, o racismo, e os problemas da adoção/parentalidade.

Todos os alunos e docentes acompanhantes que têm assistido ao filme têm manifestado o seu agrado e entusiasmo pela sua qualidade e interesse, pelo que vão decorrer mais algumas sessões de cinema na Biblioteca Escolar até ao final do 1.º período letivo, de modo a dar oportunidade a mais turmas de o verem.

Fica aqui o “trailer” do filme:

Queres ver quais foram os atores que dobraram o filme em português?

 

NB: Fonte consultada: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mr._Peabody_and_Sherman

Publicado em Atividades da BE em articulação - 1ºCiclo, Atividades de Articulação- Grupo disciplinar

SEMANA DA CULTURA CIENTÍFICA

A MAGIA DA QUÍMICA

A iniciar a Semana da Cultura Científica, os alunos do 3.º e 4.º anos da Escola Básica de Montes Claros e os alunos do 3.º ano da Escola Básica 2.º e 3.º Ciclos Martim de Freitas assistiram a uma atividade intitulada “A Magia da Química”, dinamizada pela Professora de Ciências Físico-Químicas Lídia Mota.

semcien

Realizada em moldes diferentes nas duas escolas, na Escola de Montes Claros a professora Lídia Mota conduziu diferentes experiências que suscitaram a admiração dos alunos: encher um balão sem soprar, conseguir uma linda cor carmesim num tubo de ensaio a partir de dois reagentes incolores ou fazer um pega-monstro, foram as experiências que viram e queriam repetir.

Já na Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos Martim de Freitas, foram os alunos da turma D do 8.º ano, sob a orientação da professora Lídia Mota, que mostraram aos mais novos “ A magia da Química”.

À saída do Laboratório, os alunos tiveram ainda a oportunidade de visitar uma mostra dos trabalhos dos alunos de Físico-Química sobre as moléculas, a Terra, os astros e o sistema solar, uma exposição de que gostaram muito.

2

Como recordação da Semana da Cultura Científica, a Biblioteca Escolar ofereceu aos alunos o poema de António Gedeão “Lágrima de Preta”, que deixamos também aqui, em PDF: semana-da-ciencia

Semana da Ciência imagem 1.png

semana-da-ciencia-imagem-2

NB: Imagens do folheto extraídas da Internet.

Publicado em Atividades da Biblioteca

Feira do Livro na BE

Atenção: Entre 23 e 30 de novembro a Biblioteca Escolar encontra-se encerrada para as atividades de leitura e/ou estudo e trabalhos no computador, para possibilitar as atividades programadas e anunciadas na agenda da BE de novembro: a Feira do Livro e, no âmbito da Semana da Cultura Científica, em articulação com o Grupo de Físico-Química, as sessões de cinema do filme de animação “Mr. Peabody & Sherman” para os alunos do 1.º e 2.º Ciclos.

Publicado em Atividades de Articulação- Grupo disciplinar, Concursos

Concurso de Ilustração BE “Cartas da Tabela Periódica”

tp7

Na Semana da Cultura Científica que agora se inicia, para celebrar o facto de a Tabela Periódica de Elementos Químicos estar já completa, com todos os elementos químicos descobertos/sintetizados e nomeados, a tua Biblioteca Escolar, em articulação com o Grupo de Físico-Química e o Grupo de Educação Visual, propõe-te um novo desafio: a criação de personagens para os últimos seis elementos químicos da Tabela Periódica, com inspiração no trabalho da designer norte-americana Kaycie Dunlop (Kaycie D.), de Minneápolis, nos Estados Unidos da América.

Em 2011 foram nomeados dois dos últimos seis elementos da Tabela Periódica: o elemento 114 FlFleróvio (em homenagem ao fundador do Laboratório Flerov da Rússia, o físico nuclear Georgy Flyorov) e o elemento 116 Lv – o Livermório (nome do Laboratório Nacional de Lawrence Livermore, criado pela Universidade da Califórnia, EUA).

Entretanto, foram propostos nomes para os últimos quatro elementos da Tabela Periódica em maio de 2016, e anunciados em 6 de junho do mesmo ano: O elemento número 113 Nh, descoberto por cientistas japoneses, recebeu o nome Nihónio, que vem do nome do país na língua local: “Terra do sol nascente”; o elemento número 115 Mc foi designado por cientistas russos e norte-americanos como  Moscóvio; o elemento número 117 Ts recebeu o nome Tennessino; e, finalmente, o elemento número 118 Og foi nomeado Oganesson (ou Oganessono).

Terminada a consulta pública a 8 de novembro, sem notícias de rejeição dos nomes propostos, poderemos considerar a Tabela Periódica, por ora, completa:

tabela-periodica-novos-elementos

De acordo com um esclarecimento emitido pela IUPAC, os elementos químicos descobertos podem ter nomes de conceitos ou personagens mitológicos, minerais ou substâncias parecidas, sítios ou regiões geográficas, uma propriedade do elemento ou um cientista.

(Clica aqui, aqui, aqui e aqui para saberes mais).

Procura a tua professora de Física e Química, para compreenderes melhor estes elementos químicos, e a tua professora de Educação Visual, para uma orientação na composição da personagem que queres criar.

Visita o blogue da autora KcD Studios , o website onde vende as suas cartas de jogar dos elementos químicos e onde podes ver uma visão geral dos elementos da Tabela Periódica, desenhados por ela.

Regulamento do concurso:

1. O concurso de criação de personagem é aberto a todos os alunos do 3.º Ciclo.

2. A personagem a criar deve representar um dos últimos seis elementos da Tabela Periódica de Elementos Químicos, a saber: os elementos 113, 114, 115, 116, 117 e 118.

3. A personagem a criar deve ser humana, desenhada ao estilo da banda desenhada europeia, norte-americana ou japonesa.

4. A personagem a criar tem de estar associada às características do elemento e/ou do seu nome.

5. As condições acima descritas são obrigatórias. Se as personagens criadas não as cumprirem, não serão consideradas a concurso.

6. A personagem criada deve ser apresentada em suporte papel cavalinho A4, em duas versões: uma versão a preto e branco e uma versão a cores.

7. Podem ser usados lápis de cor, canetas de feltro, aguarela, guache e/ou tinta-da-China.

8. O trabalho de ilustração a apresentar a concurso é individual.

9. Cada concorrente pode apresentar até três trabalhos – três personagens diferentes que representem três elementos diferentes, ou três propostas diferentes para um só elemento.

10. Os trabalhos apresentados a concurso devem ser acompanhados por um curto texto de caracterização da personagem (até 100 palavras).

11. Os trabalhos devem ser devidamente identificados com o nome, número, ano, turma e idade do aluno, por trás, no canto inferior direito.

12. O prazo de entrega dos trabalhos é até ao dia 19 de maio de 2017, sexta-feira.

13. Os critérios de avaliação dos trabalhos são: originalidade (não são aceites cópias de desenhos/personagens já existentes); criatividade (há que dar largas à imaginação); e comunicação (o tipo de desenho, a composição física e psicológica – forma humana ou animal, a postura, a expressividade, emoções, o vestuário, os objetos, símbolos e cores que nos transmitam a mensagem que queremos passar – V. em especial os pontos 2 e 4).

14. Sem prejuízo da atribuição dos prémios do concurso, caso nenhum dos trabalhos apresentados preencha requisitos mínimos de qualidade ou não seja considerado adequado aos objetivos delineados nos pontos 2-9, o júri reserva-se o direito de não atribuir o prémio.

15. O júri do concurso será formado por cinco elementos: o Senhor Diretor do Agrupamento de Escolas, Professor Alberto Barreira, a Professora Bibliotecária Coordenadora Isabel Belchior, a Professora Bibliotecária Luísa Pinto, a Sub-Coordenadora Maria São José Lopes Ramos, de Ciências Físico-Químicas, e o Sub-Coordenador Armando Semedo, de Educação Visual.

16. Será atribuído um primeiro prémio ao melhor trabalho para cada elemento, podendo haver lugar a menções honrosas, que também serão premiadas.

17.  Da decisão do júri não haverá recurso.

18. Os trabalhos vencedores serão divulgados publicamente nos locais habituais.

19. Ao participarem no concurso, os concorrentes aceitam ceder às bibliotecas do Agrupamento de Escolas Martim de Freitas os direitos de propriedade dos trabalhos selecionados.

20. Todos os trabalhos vencedores serão divulgados na exposição da BE/F/Q: “A Tabela Periódica de Elementos Químicos de Kaycie D.”, no final do ano letivo, em data a definir.